Marron 5 no Rock in Rio Portugal
Outros

O Efeito das Celebridades na Solidariedade

É frequente vermos celebridades a usarem a sua influência para venderem produtos ou chamarem a atenção para causas sociais com as quais se identificam. Falamos de casos como o de Oprah que abriu uma escola para raparigas na África do Sul, Madonna que ajuda há já alguns anos os órfãos e crianças em risco do Malawi com a sua Fundação Raising Malawi ou Angelina Jolie que viaja frequentemente em trabalho humanitário para zonas em crise.

@raisingmalawi.org

No entanto, este ativismo social levado a cabo por celebridades não é recente. Quem poderá esquecer a campanha Live Aid de Bob Geldof, nos anos 80? Ou os esforços da Princesa Diana para desminar o território angolano?

A Causa Perfeita para cada Celebridade

Sempre que uma celebridade apoia uma instituição de solidariedade, doa parte do seu tempo ou se torna embaixadora de uma causa, cria publicidade à volta dessa iniciativa e chama a atenção do público para essa necessidade. Com o apoio das celebridades, as instituições sociais conseguem um maior impacto, chegam a mais pessoas e, até, alcançam uma maior exposição nos media.

No entanto, é importante escolher alguém que tenha uma imagem pública positiva e paixão pela causa que defende. Por exemplo, uma celebridade que veste peles não é a melhor escolha para colaborar com organizações de direitos dos animais como a PETA, mas alguém que apoia ativamente a preservação da vida selvagem, como a Ellen DeGeneres já será uma combinação perfeita.

Algumas celebridades são até vistas como especialistas em alguns temas solidários já que estão profundamente investidas nas causas que defendem. Pessoas como o Leonardo DiCaprio e o Bono Vox são disso bons exemplos – o primeiro pelos seus esforços na proteção ambiental e o segundo pelo seu ativismo político em questões de paz. O grande público aceita com menos reservas o que estes artistas promovem já que são vistos como mais credíveis e relevantes do que outras celebridades menos peritas nestes temas que podem banalizar a causa filantrópica.

@Leonardo DiCaprio Foundation

Ter uma celebridade associada a uma causa pode ser muito benéfico para as instituições de solidariedade, já que passam a ter um porta-voz reconhecido que amplifica ativamente a posição e mensagem da sua causa e os ajuda na captação de fundos. Uma pesquisa da Rutgers School of Business – Camden concluiu que quando as celebridades se associam a uma organização de solidariedade, o fluxo de doações financeiras do público aumenta. Esta parceria é, também, vantajosa para as celebridades já que têm a oportunidade de mostrarem o que as move, de apoiar uma causa em que acreditam e ajudar quem mais precisa, ao mesmo tempo que são reconhecidos por essas ações solidárias pelo público e media.

O Envolvimento de Celebridades em Momentos de Crise

Organizar um concerto solidário ou um evento de caridade com celebridades pode não só aumentar a conscientização das pessoas, mas também fazer com que o público se sinta ouvido e validado, fortalecido pela experiência e conectado à causa.

Tomemos como exemplo o concerto One Love Manchester organizado pela Ariana Grande. Após o trágico atentado terrorista que ocorreu no final do seu espetáculo na Manchester Arena, Ariana realizou um concerto solidário para ajudar as vítimas do ataque que incluiu performances de estrelas como Justin Bieber, Katy Perry, Miley Cyrus e Coldplay e angariou mais de 17 milhões de libras. O espetáculo foi realizado em Manchester algumas semanas após o ataque e foi enaltecido por ter ajudado a cidade a cicatrizar e a seguir em frente, após um momento tão difícil.

Em 2010, quando um terremoto devastou o Haiti, o ator George Clooney e o cantor Wyclef Jean organizaram o Hope For Haiti, um teleton (uma maratona televisiva) para angariar fundos para uma operação de ajuda de emergência. O evento foi transmitido para todo o mundo e contou com atuações de artistas de renome como Madonna, Sting, Stevie Wonder e Beyoncé. Estrelas como Jack Nicholson, Meg Ryan, Brad Pitt, Justin Timberlake e Robert De Niro juntaram-se a esta causa e atenderam telefonemas de pessoas que queriam doar dinheiro para o fundo.

@AP

Durante o programa, Nicole Kidman, Morgan Freeman e Halle Berry encorajaram o público a fazer doações e Leonardo DiCaprio foi uma das várias estrelas que doaram 1 milhão de dólares para ajudar o Haiti. No fim do programa, mais de 61 milhões de dólares foram angariados para a causa.

Leilões Solidários com Celebridades

As celebridades podem ainda ajudar causas solidárias através da oferta de itens pessoais autografados ou experiências (como meet and greets e jantares com fãs). Esta é uma situação em que todos os intervenientes ganham, uma vez que as instituições de solidariedade recebem mais visibilidade e a possibilidade de aumentar as doações, enquanto que os fãs obtêm algo especial e muito desejado do seu artista favorito e ajudam uma causa importante.

Marron 5 – Rock in Rio Portugal

As celebridades são, sem dúvida, uma grande ajuda na angariação de fundos para organizações sociais e uma maneira importante de trazer mais visibilidade a muitas causas. Com a sua influência, conseguem não só sensibilizar o público para um assunto de forma muito mais rápida, como mobilizam um maior número de pessoas para ajudar essas causas.  
Pode licitar num item especial ou experiência com uma celebridade em www.esolidar.com

Comentários

PT
EN PT
Share via
Copy link
Powered by Social Snap